terça-feira, 21 de maio de 2013

Anunciando a Gravidez ao Mundo (Só Que Não)

Eu realmente quis fazer deste assunto um post a parte. Porque, particularmente, acredito que deve ser um assunto bem pensando entre o casal.

Então, onde eu parei desde o último post mesmo? Para resumir, eu:

  • Namorei muuiiitttooo no período fértil (hummmm) que me presentou com um biscoito no forninho;
  • Descobri que meu Biscoitinho virá ao mundo no mais tardar até 08/11; e
  • To em clima de festa por isso até a chegada oficial do baby ao mundo =D

A próxima etapa pode ser agradável ou assustadora, tudo depende da ótica do casal e de suas experiências anteriores...Estou falando sobre o momento de anunciar ao mundo sobre a entrega da linda da cegonha em sua humilde residência.
Além de compartilhar a alegria de receber o tão esperado positivo, é sempre muito bom registrar as reações das pessoas quando contamos da gravidez - super alegria, gritos, abraços que te faz chorar mais ainda de emoção, risos histérico (adooroo), mas há também aqueles a quem pouco importou o fato de você falar sobre a gestação (mas esses a gente ignora).
No meu caso, pra essa gestação, preferi junto ao meu esposo, levar em conta alguns detalhes importantes e colocar em uso o aprendizado que trouxemos da outra gestação.
Quando engravidei da Isabella eu gritei ao mundo de tanta alegria....Só não publicamos uma nota no jornal da região por que por aqui onde moro o pessoal já se encarrega de fazer o boca-a-boca. Principalmente quando você tem algum amigo/colega que adora ser o jornalzinho da galera....Acredite, conheço esses tipos ao monte! Só que com a Isabella eu não ia conseguir esconder por muito tempo mesmo, as atividades que eu tinha dentro da igreja me colocava muito em evidência no sentido de estar sempre a frente, conhecendo muita gente ao mesmo tempo, pelos retiros, eventos, com a banda, nas missas...Porque eu ia ministrar a palavra ou porque eu ia cantar nos eventos, então contamos logo, até porque nós não tínhamos aquele sentimento de se preservar já que vivíamos muito em comunidade, e todos pareceu se alegrar conosco...


Pérolas do "Saber"

Daí que depois que as pessoas sabem da sua gravidez, parece que o mundo quer lhe dar conselhos sobre seu filho, modo de criação, o que você tem que comer e não comer (heloooooo, estou fazendo acompanhamento gestacional, acha mesmo  que meu médico já não se encarregou de me instruir o suficiente?) Não é que estou sendo grosseira, mas tem uma galera que exagera nos seus "conselhos"! 
Ce já reparou que quando uma mulher fica grávida (de primeira viagem) todas as demais que são mães (e que nem são assim tão intimas de você) viram expert em como ter filhos, cuidar, cria-los, e blá blá blá...? Sem contar nos relatos de partos que ouvi de duas pessoas muito da sem noção que só me pôs medo. A vá! 
Até ai, tudo bem, eu aceito sabendo driblar com bom senso certos exageros que ouço, e até as vezes guardando alguma informação que julgo ser válida.
Só que quando minha filha faleceu..Ah meu Deus, juro que queria não ter ouvido certas coisas...Todas tinham história para contar de mulheres que perderam seus bebês. Uma delas me falou que eu não podia chorar, porque "eu era de Deus e tinha que aceitar" - Oi? 
Já outra me disse que a minha gravidez não era de Deus, porque onde já se viu uma pessoa ficar na cama, sem poder sentar nem pra poder comer, tomar água deitada..tomar um banho...Isso não é de Deus! (Detalhe, a pessoa me liga pra falar uma doçura dessa considerando que fazia apenas 5 dias que minha filha havia falecido)...Uma outra me para na rua quando eu retornava do G.O e me questiona o que eu ia fazer com o enxoval da minha bebê. Eu digo naturalmente que vamos doar pois não queremos ficar vendo nada...Ela já tinha alguém engatilhado pra receber as doações...Ótimo, afinal íamos doar! Só que era vizinha nossa! Você já pensou, sair na rua e olhar a pessoa usando as roupinhas que você comprou pra sua filha? Eu não tinha coração pra isso, era tudo muito recente, eu estava lá sofrendo pra tirar todos os dias o leite com a bombinha, leite que sonhei em dar como alimento a minha bebê. 
Eu queria doar, mas pra alguém que eu não vesse, e sinceramente a pessoa a quem ela queria doar não fazia o menor esforço pra conseguir as coisas, então que eu preferia doar a quem realmente necessitasse e que eu não tivesse contato e assim o fiz. Ai, a dona mulher me diz que sou egoísta porque se alguém precisar de um rim dela e ela pudesse doar e ver a pessoa ali bem, fazendo uso do rim dela, nossa, seria a maior emoção da vida dela! Situações bem distintas, não acha? Mas eu nada disse, aliás eu não sabia dizer bulhufa (lesa que eu era)...E isso 8 dias após o enterro da minha filha e ela já tava querendo dar destino as roupas da minha filha, querendo ainda me dar lição de moral no meio da rua. E eu, há eu tenho que digerir tudo isso não importando se ainda estou em luto porque eu não posso ser 'egoísta'. Afinal, o que eu aprendi na igreja durante todos esses anos?
Na igreja, foi outros pitacos...Houve uma vez que eu fui na igreja durante a semana, de tarde, já pra não encontrar com  ninguém, fui com minha amiga Maria Aline  que me deixou subir no altar sozinha e a vontade pra falar com Deus, demorou 1 mês pra eu me decidir em ir ter coragem/vontade de ir voltar a igreja e antes de começar a falar com Deus ochoro brotava, e choro, choro e mais choro, e quando eu ia começar a brigar com Deus, a entregar a Ele toda frustração que eu vinha sentindo, porque finalmente eu estava me abrindo a estar ali na igreja novamente, vem uma mulher e diz: "Não chora, seu bebê não era pra ser seu, você tem que ser forte, você é ministra de música, precisa se por de pé"... e todo um qué qué qué que eu nem lembro mais...E me interrompendo totalmente falou: "Fica ajoelhada direitinho que eu vou orar por você agora"...Olho pra trás..minha amiga da uma olhada e abaixa a cabeça - tipo, não to acreditando! (a propósito essa amiga é a que será freira) E aquele meu momento se foi depois dessa cortada...

Meu Brasil, eu tive de ouvir cada pérola...






Com essa gravidez tem sido diferente. No primeiro momento contei a Marcela que trabalha comigo e a minha chefe por que enfim eu tava tão agitada que ela ia sacar que tava rolando algo...Depois ao namorido "na minha surpresa boicotada por mim mesma" kkkkk
Na sequência contei a minha cunhada Vil, aos padrinhos do biscoito Eliane e Ademir que também são dindos da minha anjinha Isabella e paramos por ai..Eu e namorido decidimos esperar passar os três primeiros meses até contarmos a nossa família e a poucos amigos. Isso porque além da experiência mencionada acima, dos pitacos inconveniente de muita gente na gravidez da Isabella, tinha também o risco da gravidez não progredir naturalmente como acontece para toda gestação, mas o médico salientou o risco devido a indução. Então curtimos o positivo entre nós dois por cerca de um mês e meio.
No trabalho, os que ainda não sabiam só souberam efetivamente por conta do desmaio e quando eu voltei  do afastamento já estavam me dando os parabéns...
Pra minha família eu só disse para alguns, meus irmãos, minha mãe, minha madrinha.
Na do Rafa contamos num almoço em família.
Com os amigos, foi aqui em casa, num sábado num lanche à tarde. Alguns outros amigos contamos paralelamente, já que num deu pra reunir toda galera.
E entre todos eles recebemos os parabéns mais sinceros e animadores de quem de fato, além de se alegrar conosco verdadeiramente, está junto torcendo e ajudando no que é preciso pra que a gravidez venha progredir.
Outros amigos eu preferi não comentar pelo simples fato da experiência de já ter contado certas coisas que a pessoa não conseguindo guardar segredo saiu fazendo telefone sem fio. Eu tenho alguns amigos que tem esse problema mesmo. Não conseguem guardar segredo (ou não se esforçam em guardar pra sí), seja como for, prefiro pensar na primeira opção pra não me chatear....kkkkk
Antes que a barriga despontasse eu me desliguei até o próximo ano do ministério de música de um jeito que não precisei dar motivos (via e-mail, um brinde a tecnologia hehehe)...As atividades paroquiais foram sendo cortadas aos poucos.
Passei a participar da missa numa paróquia bem distante da minha (já que somos conhecidos em praticamente toda forania da minha região)...
E aqui estamos nós, com a gestação super em paz, apesar de muitos contratempos. Porque dessa vez a expectativa é só nossa! Nossa, dos familiares e dos amigos mais próximos com quem compartilhamos dessa alegria...e Claro, divido essa expectativa agora com vocês do blog que são amigas mais que queridas, que sonharam junto comigo assim como sonho com vocês. E olha que eu tava me coçando na vontade de contar aqui =)


Paparazzi?

Se eu fosse uma diva, até...Entenderia..Uma celebrity!Uhuhu...
Mas não, Lady and Gentleman, sou apenas Eliane, que trabalha no financeiro de uma empresa que atua no ramo da construção civil.
Mas as pessoas tem sido tão inconveniente...mas tão..tão..
Tem uma pessoa que fica xeretando no quintal da minha mãe os potes que recebo para doação de urina materna (sim estou doando meu beta hcg, falarei em outro post), e comentando com outras pessoas que eu só posso estar grávida...Outra, ta me perseguindo com torpedos, ligações, através dos outros pra confirmar se eu to realmente grávida...Mandou-me duas mensagens no celular:
Você tá grávida?
Minha resposta (na vdd do namorido): Estou bem,obrigada por perguntar, espero que você também.
Daí que me encontrou num lugar, deu aquela olhadela pra barriga,não me perguntou nada. 2 Minutos depois que saiu de perto de mim recebo a msg: Você tá grávida?...
Fingo que não vi...Afinal, a pessoa podia pensar que se eu quisesse falar eu já o tinha feito, e no minimo respeitaria meu espaço. Pelo menos eu enquanto amiga agiria assim se fosse o contrário, ainda mais por saber do que já passei...
Semanas depois...a mesma pessoas me manda mensagem:
Você esta grávida!Nem me contou nada...mas tudo bem, torço por você!

Eu num tava sabendo que há um decreto de obrigatoriedade em contar.

Ontem um amigo veio aqui em casa...Disse que as pessoas tem perguntado a ele se eu to grávida... Ele respondeu que fazia um tempo que não me via, não sabia. (Esse é meu amigo ;) )
Ainda falou que a vontade de responder era: Você quer saber por se preocupar com ela ou tá fazendo só fofoca?
Háháhá...Ninguém mais ia perguntar, julgo eu.

Com outra amiga ela me enviou a seguinte mensagem:


"Encontrei fulana numa festa, ela me perguntou se você estava gravida, precisei mentir...e disse que  não sabia, ela disse que te viu passar perto do serviço dela te chamou e você não escutou mas deu pra ver que você esta esperando bebê eu disse que você iria vir na minha casa mas eu não sabia quando, e se estivesse gravida e não quisesse falar era um direito seu pois eu também quando engravidei não quis contar pq as pessoas ao invés de ficarem feliz colocam empecilhoe disse que se você estivesse gravida eu ficaria muito feliz e acabei com assunto."


Você lembra do meu post  Eu escolho ouvir a opinião de Deus!
Foi o único que escrevi em Abril, eu já sabia que estava grávida, e algumas pessoas me disse certas coisas que eu não acreditei estar ouvindo...e ainda disseram a terceiros: "Piiii cagada ela engravidar nessas condições".
A pessoa falou...e a outra pessoa me contou. Óia quizamigos lindusss
Eu escrevi este post como desabafo, porque sei que não é fácil...Agora mesmo  eu to aqui em casa há uma semana sem sair pra fora, sem subir na área, solzinho só da varanda, já cansei de tanto descansar por conta da cerclagem,to com dor quando me sento por conta da anestesia da raque, eu sei que é não é fácil. Mas EU TO FAZENDO VALER A PENA. E a felicidade de estar gerando essa criança é maior e supera todo e qualquer esforço, medo, e supera qualquer falação que não seja de apoio. Porque eu escolhi ouvir a opinião de Deus. E mais uma vez eu saliento:sair da zona de conforto deveria ser a meta de vida de todos, mas coragem pra isso poucos tem! Eu tenho em mim o sonho de ser mãe, e estou aqui saindo da minha zona de conforto pra realizar o sonho mais lindo que Deus sonho para a humanidade: Ser e ter família.

É muita gente pra cuidar da minha vida...To até pensando em convidar a essas pessoas que estão tão preocupadas em saber se to ou não de baby em todas elas montar o quarto do meu baby cookie, que tal? Hã? 

Fala se eu estou errada em ficar só em mí casa, se estou sendo chata em preservar o meu momento?!


Quando o biscoito nascer,após seu 1° mês de vida eu com certeza retornarei a participar mais ativamente na paróquia que tanto amo, sei que haverá limitações já que serei mãe de um RN, mas sei que Deus me compreende.

Espero que o post não tenha ficado massante, é só uma parte desse processo lindo gestacional que estou vivendo...
Quero aproveitar para agradecer a todas que deixaram seu carinho em forma de felicitação pelo meu POSITIVO!!!!Foram tantos recados cheio de carinho, que não podia dar n'outra; chorei largado..rs
Estava ansiosa em contar a vocês.


Beijinhos com asas de dois (ou será duas?)

Agora é hora de visitar os cantinhos das amigas =)

25 comentários:

  1. É de tirar qualquer um do sério, sei BEM como é isso...
    Mas, segue assim, deixando pra trás o que em nada acrescenta!!!!! Vamos cuidando das sementinhas e deixando esse povo lingudo pra lá...

    ResponderExcluir
  2. ai amiga tu é uma comédia viu
    nem ligo pra que os outros me diz
    já ouvi cada uma que nem dou bola
    amiga e sabe de uma curta muito sua
    gravidez muita foto
    passa rápido e divirtam-se
    linda noite bjs
    e quem sabe duas ou dois rs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ai querida .. eu te garanto: Sempre tem algum abestado pra testar nossa fé!
    Fique tranquila cuidando da sua benção e deixe esse bando de fofoqueiros longe de vocês .. eu passei por algo parecido na gravidez do Pietro, mas no fim valeu a pena nos preservar .

    Beijão
    To na oração por vocês.

    http://gislaineder.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ahhh Ely, acho que vc tá mais que certa! Melhor coisa é evitar contar do que ter que ficar ouvindo blá blá blá...sabe que lembrei de algumas coisas que ouvi beeem chatas tambem? vou até preparar um post sobre isso qualquer dia, haha!

    Beeeijos pra vcs dois/duas? nenhum palpite??

    ResponderExcluir
  5. Olá, passei apenas pra dizer que já estou te seguindo e voltarei aqui futuramente pra fazer comentários sobre os posts.
    Seu blog é maravilhoso, convido você e suas leitoras a conhecer meu blog
    http://toobege.blogspot.com.br/
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Oi linda, entendi perfeitamente o que vc quis dizer. Tbm acho que na minha próxima gravidez farei o mesmo, porque só contei para minha familia e a do noivo, porém nossos irmãos se encarregaram de contar ao mundo, tá que era o primeiro sobrinho de ambos, porém eu pedi segredo e não souberam guardar, então só quando tivermos mais seguros é que contaremos. VC está super certa, nesta fase em que precisamos mais de um abraço sincero ouvimos tantas besteiras, que só por Deus para termos forças. Não se preocupe, tbm tive pessoas muito más comigo, me culparam por ter viajado (sem saber que estava gravida) me culparam por ter pressão alta, por ter me estressado, mas acho que a pior frase foi: -fica triste não logo vc tem outro. (peraí, eu não perdi um ônibus, eu perdi um filho e nenhum irá substituí-lo).

    Beijos, estou curiosa para saber da cerclagem.

    ResponderExcluir
  7. Oi Ely, só estou passando para lhe dizer que suas palavras encheram meu coração de ânimo e confiança. Perdi um bebezinho tbm. Agora estou com 36 semanas, mas os fantasmas e medos continuam me assombrando. Grata pelas palavras, querida. Seu Biscoitinho em breve estará em seus braços.

    ResponderExcluir
  8. HUuhuhuhuhuhu....dali dali bisbilhoteiros...kkk tadinha devc Ely, que perseguição...kkk, amei a vizinha do xixi...kkkk ( a melhor no ramo)...kkkk, tem rir né???Ah e quanto aos irmão da igreja a unção de Deus nem sempre alcança a todos que dizem "Senhor Senhor", mas fiquei feliz em saber que não deixou que isso interferisse na sua fé. E pra vc ir pra outra paróquia não é muito longe???Bom tudo pela comunhão com Cristo , não é mesmo??
    Um beijo !!
    Que a paz de Jesus e o amor de Maria esteja com você!!!

    ResponderExcluir
  9. amiga... muito feliz por vc!
    Esse "tipo" de gente tem em qualquer lugar mesmo.
    E... eu faria exatamente como vc.
    Fica tranquila, agora dará tudo certo e em novembro... temos um bebê gostoso nos braços.
    Deus abençoe.
    bjss

    ResponderExcluir
  10. Minha amiga linda, aproveite bastante esse momento tão único e especial, saiba que estou muito feliz por você. Não ligue para as besteiras que certas pessoas falam, ligue apenas para você e para o seu momento tão lindo e abençoado. Parabéns, de novo eu digo parabéns.
    Ps- Obrigada pelo carinho, o seu post anterior sobre o indutor me ajudou bastante, obrigada mesmo.
    Tenha uma linda semana.
    http://ahistoriadeumatreinante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. é muita gente sem noção nesse mundo né e olha ouvir tudo o que vc ouviu e não der uma boa resposta foi uma lady viu pq acho que não aguentaria e daria umas daquelas respotas bem educadas hahaha mas enfim... o que importa é que tudo esta indo bem apesar dos conta tempos e as pessoas que estão sabendo sao as que realmente gostam de vc e vão te apoiar em tudo e isso é o que vale pessoas amadas nesse momento tão unico na nossa vida ;;mas Deus vai abençoar sua gestação ate o nascimento desse baby lindo e amado

    fiquem com Deus

    beijosss

    mamãe e bebe =D

    ResponderExcluir
  12. PARABÉNSSSS amiga, to muito feliz por vc.. estava viajando e acabei de ler seus posts ( mas eu ja estava desconfiada depois de todo aquele misterio)kkkk... Que Deus lhes abençoe muito, que esse anjinho lhe traga muitas felicidades, vc merece..
    Entendo vc, tbm ja ouvi cada coisa viu.. Aii que fofura e essa barriquinha (ou ona né) tão linda.. o q precisar estou aqui viu..bjka

    ResponderExcluir
  13. hurrullll
    palmas pra minha amiga que tanto amo e sei que é sensata!!!
    Seguirei seus conselhos qndo chegar a minha vez
    bjinho

    ResponderExcluir
  14. Ely,

    Está certinha, são tantos conselhos e fofocas que a gente não pede, mas tem que ouvir, né?

    Curta sua gestação tranqüila e com o apoio daqueles que te querem bem!

    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Amiga tu tá muito da certa, eu fiz a mesma coisa qdo me perguntavam negava e pronto ou dava uma enrolada e deu! não é obrigada a contar nada!
    Engraçado que essas pessoas q tanto queriam saber nem vieram conhecer ou até mesmo perguntar pelo meu filho!

    Beijos adoro vcs!

    ResponderExcluir
  16. Ely querida eu super te entendo.
    mas mesmo e muito e te apoio.
    também esperei três meses para contar para a maioria das pessoas, exceto minha mãe, meu esposo, e trÊs amigas próximas.
    Ninguém pode julgar de fora.
    A vida é sua e você conduz como quiser.
    Parabéns novamente pelo biscoito e que Deus possa continuar iluminando muito a sua vida e desse bebê tão amado.
    Saiba que torci muito por ti e você é uma querida e merece toda a felicidade do mundo!!!
    beijos da Tia Val e do seu sobrinho Lorenzo...me considero tia do teu biscoitinho tá? rs
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi Ely...eu concordo com vc!Não é pelo fato de vc estar gravida que vc tem que sair falando aos quatro cantos do mundo...se vc não quer falar, as pessoas tem que respeitar...mas é assim mesmo o que mais tem são pessoas querendo cuidar das nossas vidas...ajudar que é bom ninguém ajuda...mas da opinião que ninguém pediu todo mundo quer....Fica tranquila curtindo esse momento lindo da sua vida da maneira que vc achar melhor...Bjs ótima semana!!!

    ResponderExcluir
  18. OI ELy... nossa tem pessoas que vivem pra saber, fofocar e dar pitacos sobre os outros viu?!
    Viva o seu momento seja somente vocês 3 ou o mundo todo!
    E vida é sua o momento é seu...
    Bjão

    ResponderExcluir
  19. Adorei o texto, pois me identifiquei.É bem desse jeito mesmo. Tbm não aguento mais tanto palpite, opinião e pessoas bem proximas querendo alem de dar conselho, falar e fazer coisas nada a ver comigo. Mas nem tudo é perfeito ne, faz parte. Mas que Deus nos dê paciencia.
    Abraços

    ResponderExcluir
  20. Olá amada... muito alegre por vc6... e torcendo muito... tem pessoas que nao tem noção em seus comentários né..esquecem que uma palava doi muito mais que um tapa...
    Mas só absorva as coisas boas e siga seu instinto de mãe...
    Deus abençõe...
    bjao

    ResponderExcluir
  21. Ai, Eli. Ignora esse povo e foca no seu umbigo (literalmente). Rsrs
    Respondi seu comentário lá no blog viu? Quando puder, passa lá.
    Beijo!!!!!!

    ResponderExcluir
  22. Ely, concordo que não é obrigatório contar pra todo mundo, temos que contar pra quem nos sentimos à vontade e principalmente para pessoas que não vão dar pitacos horriveis e nem contar histórias escabrosas.
    BJuss

    ResponderExcluir
  23. Oi Ely, to passando para te agradecer o comentário lá no blog, foi muito bom saber que com vc ocorreu o mesmo e que estava tudo bem, minha consulta é só dia 18 então imagina como fica a cabeça de uma insegura ansiosa... rssss
    Mês passado ocorreu o que vc falou, só um dia de sangue (o 3º) e este mês novamente, hj acordei com uma cólica daquelas e a dona monstra estava lá, linda... obrigada mesmo viu.

    Beijos, tenham um maravilhoso final de semana!

    ResponderExcluir
  24. Pois aquele que crer em Deus,obras maiores ele fará por vc,saiba que vc é muito especial pra Deus e assim diz o Senhor,tuas lagrimas são ouvidas,creia tão somente naquele que tem todo o poder e para ele tudo é possivel,talvez vc não veja como, mas Deus abrirá o mar pra vc passar!!

    Deus te abençõe ,bom fim de semana! beijos no coração!!

    O sol brilhará em seu coração e toda escuridão vai passar!! ☼♥_♥☼♥_♥☼

    ResponderExcluir
  25. Ai Eli que bom que está curtindo!!!

    Viiu o que é aquilo sobre doar beta hcg? explica pra gente, eu nem sabia que era possivel!! kkkk

    Beijos

    ResponderExcluir

Oiê, ao deixar sua mensagem coloque o endereço do seu blog, assim poderei lhe fazer uma visitinha =).
Beijos com asas,
Ely